Buscar
  • Filipe Hirota

Lucro vs Fluxo de Caixa: As 4 situações possíveis

Você sabe quais são as únicas 4 situações possíveis para o seu negócio em termos de Lucro e Fluxo de Caixa??? Se não sabe, vem com a gente!

Já explicamos em artigos anteriores as diferenças entre Lucro e Fluxo de Caixa (veja o artigo em nosso blog), agora é hora de entender como esses dois indicadores financeiros se relacionam, e o que eles dizem sobre o desempenho da empresa.

Basicamente, existem apenas 4 situações possíveis, e vamos apresentá-las começando pela melhor e finalizando com a mais complicada.


1) FLUXO DE CAIXA POSITIVO com LUCRO POSITIVO

Essa é a melhor situação de todas, mostra que a empresa está operacionalmente saudável (Lucro Positivo) e aumentando sua posição em caixa (fluxo de caixa positivo).

2) FLUXO DE CAIXA NEGATIVO com LUCRO POSITIVO

Essa situação ainda não é, necessariamente, motivo para achar que a empresa está em grandes apuros. Ela ocorre com frequência em empresas que, apesar de serem lucrativas, sofrem com algum descasamento no fluxo de Receitas e Despesas, ou estão em fase de investimentos e expansão. Costumam ser situações temporárias que se resolvem naturalmente, pois se o Lucro é positivo, uma hora ele irá refletir no Caixa da empresa. No entanto, é sempre bom estar atento ao caixa que será consumido até que o fluxo de caixa volte a ser positivo, pois se não houver saldo suficiente para bancar esse período negativo, a empresa corre risco de não conseguir arcar com suas obrigações no futuro.


3) FLUXO DE CAIXA POSITIVO com LUCRO NEGATIVO

Essa situação pode ser uma grande armadilha, e muitos empresários descuidados acabam se deixando enganar por ela.

Quando a empresa apresenta prejuízo (lucro negativo), mas tem um fluxo de caixa positivo, o empresário tende a criar uma “falsa sensação” de tranquilidade e segurança, pois ele está “montado no dinheiro”. O problema é que, neste caso, o dinheiro no qual ele está “montado”, muito provavelmente, não é dele.

Se a empresa não tem uma operação saudável (não dá lucro), então de onde vem o dinheiro??? Na maior parte das vezes: empréstimos bancários, antecipação de recebimentos de clientes, fornecedores postergados, ou até mesmo aportes do próprio sócio ou investidores. Ou seja, todo esse dinheiro, um dia, deverá ser devolvido, e se a empresa não passar a gerar lucro suficiente para arcar com essas obrigações, ela corre sérios riscos de cair na situação 4 a seguir.

4) FLUXO DE CAIXA NEGATIVO com LUCRO NEGATIVO

Essa situação, apesar de ser a pior, ela pelo menos já não mais uma armadilha, pois fica evidente para o empresário que a situação não é boa e que ele precisa, urgentemente, tomar providências. Neste caso, não restam muitas opções senão: ter caixa suficiente para bancar o período negativo até que ele reestruture a operação de forma a dar lucro e fluxo de caixa positivo. Ou seja, ele terá que arranjar formas de “financiar” o período de prejuízos, caso contrário, a empresa estará fadada à falência.


Gostou do conteúdo? Então comenta ai em qual situação sua empresa se encontra.


Quer a nossa ajuda para melhorar a Gestão Financeira de sua empresa, clique aqui!

Um abraço e até a próxima!

#lucro #fluxodecaixa #caixa #gestão #dinheiro #finanças #empresas

311 visualizações0 comentário