Buscar
  • Filipe Hirota

Como analisar a Lucratividade por Produto

Fazer uma análise de lucratividade por produto ou serviço é uma tarefa crucial para aumentar o nível de lucratividade da empresa como um todo.

Saber quais produtos/serviços são mais lucrativos, quais vendem mais, quais geram mais caixa para empresa, são informações relevantes na hora de decidir em quais produtos focar ou deixar de vender.

No entanto, diante da imensa quantidade de produtos/serviços que uma empresa pode oferecer, como realizar essa análise de forma eficiente?

Pensando nisso, Bruce Henderson criou, na década de 70, o conceito de Matriz BCG, cujo o nome remete à Boston Consulting Group, empresa na qual Bruce trabalhava quando desenvolveu a metodologia.

Na Matriz BCG original, os produtos são classificados em 4 categorias: Vacas Leiteiras, Estrelas, Interrogação e Abacaxis, que se diferenciam de acordo com o Crescimento e a Participação Relativa do Mercado, sendo melhor aplicável à grandes empresas consolidadas, que precisam definir estratégias de desenvolvimento de produtos e market share.

Apesar disso, ainda é possível utilizar o mesmo conceito na análise de produtos de uma pequena empresa, basta realizar algumas adaptações. Vamos a elas.

Tenha em mãos a lista de todos os produtos que sua empresa vende, com as seguintes informações:

a) Quantidade vendida de cada produto em determinado período

b) Valor de venda de cada produto

c) Margem de contribuição de cada produto

Feito isso, separe os produtos nas seguintes categorias:

1) Heróis: Alta Margem e Alta Quantidade Vendida

2) Potenciais: Alta Margem e Baixa Quantidade Vendida

3) Cautelosos: Baixa Margem e Alta Quantidade Vendida

4) Problemáticos: Baixa Margem e Baixa Quantidade Vendida

(Obs: Para uma análise de geração de caixa puro, sem se preocupar com as margens percentuais, é necessário multiplicar a margem de contribuição pelo valor de venda de cada produto, chegando assim na geração de caixa do produto)

Como analisar cada categoria:

1) Heróis são os produtos que já estão performando bem, portanto, não precisa se preocupar muito com eles, mas claro, se houver oportunidade de melhoria, não hesite em fazê-la.

2) Potenciais são produtos que carregam grande potencial de lucro, porem ainda não estão performando bem nas vendas. Isso pode estar ocorrendo por 2 motivos: ou ele está com preço elevado e a margem está “virtualmente” alta, ou ele precisa ter um estimulo de vendas maior.

3) Cautelosos são aqueles que demandam grande atenção. Dada a margem baixa e o grande volume de vendas, são eles que puxam sua lucratividade média para baixo. Portanto, é sempre bom avaliar se existe a possibilidade de revisar seus preços.

4) Problemáticos são aqueles que não dão lucro e não vendem, portanto, quanto menos deles você tiver, melhor.

Precisa de ajuda para analisar a lucratividade de cada produto da sua empresa? Fale com um especialista!

#matrizbcg #precificação #análisedepreços #lucroporproduto #gestãofinanceira #finanças #empresas

38 visualizações0 comentário